segunda-feira, 7 de novembro de 2011

PEDAL SÃO PEDRO


Pra vairar, só eu e o Xande, no pedal de sábado à tarde, a raça não atendeu a convocação! 


Traks: GARMIN EDGE 800: http://connect.garmin.com/activity/127055077

I-phone:  http://www.sports-tracker.com/#/workout/alexandremtbbiguacu/66ril679fdrh2md5

Mas como diz o ditado: "A gente faz a festa com quem está!"
Na sexta-feira, estava muito animado para pedalar, mas com a notícia do falecimento da Izabel, filha da Luciane e do amigo Juca, o Cidão, pensei em desistir, fiquei meio transtornado, assustado! Afinal de contas não é uma coisa normal, falecer um adolescente, e quem é pai ou mãe sabe o que é amar um filho!

Com o decorrer do dia, sabendo que o sepultamento seria somente no domingo, e como forma de aliviar a ansiedade que me tomou de assalto, resolvi que iria fazer o pedal combinado.
Ledo engano, pedalei o tempo todo e a situação não me saia da cabeça!
Após tomar conhecimento do pedal que o James fez, baixei o Track, no GPS e fomos fazer o estradão. Saímos em direção à Antônio Carlos, depois rumamos para São Pedro de Alcântara, São José.





Aqui começa a "subidinha" rumo a São Pedro e que nos leva à quase 300 metros

Durante o percurso, vistas belíssimas...


Foi um pedal diferente, contemplativo... Todo o percurso, não me saia da cabeça, a dor dos pais, e aí pensava nas minhas filha, uma insegurança apossou-se de mim, e levou-me a pensar o quanto somos insignificantes e impotentes diante dos desígnios de Deus e da Espiritualidade!



Cometemos um erro, por não saber o tempo que levaríamos para cumprir o percurso, saímos às 13:30 e pegamos um calor de 37 graus, na subida do morro!


Pensa em calor!!!!!!



Aqui, estávamos a 266 metros!


Nestes pedais, sinto falta do Saulo e do felipe, com suas máquinas fotográficas, lugares lindos!

Tudo que sobe uma hora desce, eu já estava mais morto do que vivo, quando chegamos na divisa de Biguaçu com São Pedro de Alcântara




Aí, foi só alegria, mas a descida, por questões obvias acaba muito mais rápido que a subida!



O GPS foi fundamental, para seguirmos o mesmo trajeto do James!


Um certo momento da pedalada, estrada segue o curso de um rio, que nos acompanha graciosamente, e aí pensei: a vida é assim, segue um curso, em direção à algum lugar, que todos nós passaremos, não há como ir contra a correnteza do tempo e dos acontecimentos e enquanto o percorremos, vamos vendos paisagens, as vezes lindas e alegres, as vezes tristes e doídas, e enquanto navegamos vamos agregando e perdendo, e certas experiências são exclusivas nossas, não podemos dividi-las com ninguém!

Paradinha num boteco com o nome de "buteco" em Santa Tereza, para refrescar a cabeça, que estava quente em todos os sentidos!








Propriedades muito bem cuidadas...




Aqui começamos a chegar em lugares mais urbanizados




que vistinha mais ou menos hein?

Parece uma torre para ET


Mas é a torre do Santuário Jesus da Santa Cruz


As vezes penso que este seria um local adequado, para dois sujeitos que saem para pedalar  morro acima com uma temperatura de 37 graus!
Mas....Como disse o xande: "Solzão, calorão, subidão, descidão, ... pedalzão!!!!!!" 


Não....Não é Europa, como se expressaria alguém "mais sensível":  morram de inveja!..... Isto é uma ciclovia no município de São Pedro de Alcântera, estão vendo a estrada, no lado esquerdo da foto, separada da ciclovia por barreira física e jardinagem com coqueiros!



O que é que eles têm, que nós não temos? Tive o mesmo sentimento em Gramado. O respeito ao ciclista é algo  que nos dá inveja!   










Nestas descidas, batemos nos 57km/h, não acreditei quando ultrapassei o Rubinho...



A linda Pedra Branca, emoldurada pelo portal de entrada em São José


Até aqui o pedal foi uma maravilha, pra frente começamos à pagar todos os pecados....


Pegamos um vento fortíssimo, que pra onde virávamos, ele estava de frente, que vento filho da p... da natureza!

passando pelo shopping Mundo Car, com um vento fortíssimo!


Passando pelo simpático shopping Itaguaçu...

E por obrigação, encarando a chata "101"... rumo às nossas casas!

Desculpe minhas divagações, sobre assuntos, talvez, não pertinentes aos pedais, mas pedalamos porque gostamos da vida, e certas situações nos deixam perplexos, mas até nestas situações a bicicleta acaba sendo um bálsamo, e nos proporciona momentos de profunda reflexão, enquanto estamos pedalando!

Até o próximo!

4 comentários:

  1. Realmente este trajeto é muito legal, é forçado mas vale a pena pela paisagem em alguns pontos.
    Se olhar no GPsies procura por jameshbecker tem outros caminhos que podem ser feitos.

    Grande abraço e boas pedaladas.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelas dicas, vou olhar sim!

    ResponderExcluir
  3. Penso que o bom da bicicleta também se dá por causa disso, tio. Ou seja, permite que durante o trajeto se vá pensando e elaborando pensamentos, que no carro comumente não fazemos, por diversos motivos. Enfim. Abraço

    ResponderExcluir